Caiu em um golpe do Facebook? Saiba o que fazer...


Não são poucas as tentativas de golpe, fraude ou phishing (roubo de dados bancários) que usam o Facebook para tentar se propagar. Afinal, além de ser a rede social com maior número de usuários do mundo, o Facebook também já tem uma infraestrutura de segurança confiável: é um local onde poucas pessoas esperam encontrar uma ameaça desse tipo.
Por esses motivos, muitos cibercriminosos usam a rede para tentar propagar seus arquivos nocivos. Nessa semana, por exemplo, um golpe do Facebook afetou mais de 10 mil usuários da rede, mais de um terço dos quais eram brasileiros. E esse golpe não foi, nem de longe, o único que usou a rede social para se espalhar. Alguns deles podem ter consequências extremamente graves para as vítimas, como a perda total do controle de sua conta na rede social.



Dentre as estratégias mais comuns dos golpes do Facebook estão a oferta de cupons de desconto mediante o compartilhamento de posts e o download e instalação de alguns arquivos - algo que o Facebook proíbe em suas diretrizes de comunidade. Outros golpes, ainda, surgem quando um amigo do usuário o marca em alguma foto ou vídeo - mas geralmente, nesses casos, é porque esse amigo já foi infectado e não sabe.
A Kaspersky, que revelou informações sobre os vírus mais recentes, forneceu algumas dicas para que os usuários se previnam. Primeiramente, tomar cuidado ao receber mensagens de desconhecidos, ou mensagens estranhas de desconhecidos, e nunca clicar em links suspeitos. Além disso, se você usar o Chrome, verifique se ele tem alguma extensão estranha instalada e, se sim, saia do Facebook e remova a extensão antes de se cadastrar novamente.
Outra dica importante de prevenção é ativar a opção de dupla autenticação. Assim, a chance de ter sua conta roubada diminui enormemente. Mas e se já for tarde demais? Abaixo, nós oferecemos algumas dicas sobre o que fazer caso você seja afetado por algum golpe do Facebook.
Notifique o Facebook
O Facebook possui um site que permite que você informe caso a sua conta tenha sido hackeada. Ele pode ser acessado por meio do link www.facebook.com/hacked. Será necessário reinformar alguns dados e realizar uma verificação de segurança, mas caso isso funcione, é o melhor método para evitar que desastres maiores aconteçam. Primeiramente, a rede social bloqueará sua conta; em seguida, será necessário realizar alguns procedimentos de verificação para poder usá-la novamente.
Avise seus amigos
Se a sua conta do Facebook for comprometida, é bastante provável que os invasores a utilizem para ajudar a espalhar malware para seus amigos próximos. Por isso, é extremamente importante que você dê um jeito de avisar os seus amigos de que a sua conta foi comprometida. Isso pode não só evitar que o golpe os atinja, como também serve de aviso para o caso de eles virem algum comportamento estranho na sua conta.
Desautorize aplicativos
Alguns sites ou aplicativos de smartphone permitem que você faça login com o Facebook. Se por um lado isso é prático, por outro lado isso significa que qualquer pessoa que invada sua conta na rede social terá acesso a sua conta nesses sites e aplicativos também. Por isso, será necessário verificar quais aplicativos têm essa autorização e realizar o procedimento de desautorizá-los, um por um, para evitar que os invasores tenham acesso a seus dados.
Mude suas senhas
Ter o Facebook invadido já é ruim o suficiente. No entanto, é possível que os invasores utilizem as informações do seu perfil na rede social para hackear ainda mais contas suas. Por isso, caso isso aconteça com você, mude imediatamente todas as suas outras senhas de e-mail, redes sociais e aplicativos - especialmente se algum deles for pago, e especialmente se algum deles tiver acesso ao seu cartão de crédito.
Informe sua operadora de cartão de crédito
Pode parecer exagero envolver um banco numa questão tão pessoal. Mas como dito acima, alguns aplicativos pagos (como o Uber, por exemplo) permitem autenticação pelo Facebook e guardam informação de cartão de crédito. Caso sua conta seja hackeada, portanto, é possível que os hackers acabem tendo acesso aos seus dados de cartão, e possam usá-lo para realizar compras indevidas. Nesse caso, informar sua operadora de cartões - e possivelmente até bloquear seu cartão - pode evitar uma dor de cabeça ainda maior.
Fique atento a seu celular
Outra informação importante que o Facebook têm sobre você (especialmente se você também usa a rede social no smartphone) é o seu número de celular. Se a sua conta da rede social for hackeada, os hackers provavelmente terão acesso a esse número - o que, combinado com os outros dados que eles terão sobre você, pode ser extremamente perigoso. Informe sua operadora de telefonia móvel e verifique se nenhum serviço adicional foi contratado sem que você tenha sido informado.
Denuncie sua conta
Se o seu perfil do Facebook for comprometido, peça para que seus amigos da rede social o denunciem. Isso chamará a atenção da rede social apra a sua conta, o que poderá fazer com que ela seja bloqueada. Ter a sua conta bloqueada e perder o acesso a ela pode ser ruim, mas é menos ruim do que mantê-la ativada e potencialmente perigosa para seus amigos.