Ofertas em até 10 vezes s/juros no cartão de crédito!

As melhores promoções da semana para você. 



Crie sua loja virtual e venda pela internet



A forma mais simples de marcar presença na internet e começar a vender online. 

Sua loja onde você estiver!

Gerencie sua loja com o aplicativo Android ou iOS.

Saiba todos os detalhes no link abaixo:


💰 https://bit.ly/vrnuvemshop








V R Consultoria - Atendimento personalizado


Clique na imagem acima para saber mais detalhes.




WhatsApp - Aparelhos perdidos ou roubados




Em caso de perda ou furto do aparelho, nós podemos ajudar você garantindo que ninguém use a sua conta do WhatsApp.
O que fazer
1. Bloqueie o seu chip. Recomendamos que você ligue para a sua operadora de celular o quanto antes para bloquear o seu chip. Dessa forma, não será possível verificar a conta no telefone, já que esse processo requer o recebimento de SMS ou ligações.

2. Nesse momento, você tem duas opções:

o   Você pode utilizar um novo chip com o mesmo número de telefone para ativar o WhatsApp em um novo aparelho. Essa é a maneira mais rápida de desativar uma conta em um aparelho roubado ou perdido, já que o WhatsApp só pode permanecer ativo com um número de telefone em um aparelho de cada vez.

o Nos envie um e-mail com a seguinte frase: "Perdido/Roubado: Por favor, desative minha conta" no corpo do e-mail. Por favor, inclua também o seu número de telefone em formato internacional completo como descrito abaixo;

   E-mail pra enviar: support@whatsapp.com
   Assunto/título: Perdido/Roubado: Por favor desative minha conta
   Corpo do e-mail: Perdido/Roubado: Por favor, desative minha conta +55 DDD NÚMERO


Importante:

· Mesmo com o chip bloqueado e o serviço de telefonia desativado, é possível utilizar o WhatsApp por redes Wi-Fi se você não entrar em contato conosco para desativar a sua conta.
·    Nós não podemos ajudar a localizar o seu aparelho. Também não é possível desativar o WhatsApp através de outro aparelho.
· Se você tiver criado um backup no Google Drive, iCloud ou OneDrive antes de perder o seu aparelho, talvez seja possível restaurar o seu histórico de conversas.
Saiba mais sobre como restaurar suas mensagens: 
   Android | iPhone | Windows Phone.
O que ocorre quando uma conta é desativada
·      A conta não será completamente apagada.
·      Seus contatos ainda poderão ver o seu perfil.
· Seus contatos poderão enviar mensagens para você, e essas mensagens permanecerão pendentes por até 30 dias.
·  Se você reativar a sua conta antes que ela seja apagada, você receberá as mensagens pendentes no seu novo aparelho e permanecerá nas conversas em grupo de qual fazia parte.
·     Se a sua conta não for reativada dentro de 30 dias, ela será completamente apagada.




30 anos da World Wide Web - www


Sir Tim Berners-Lee, o inventor da rede mundial de computadores

A World Wide Web, conhecida popularmente pela sigla “WWW” que antecede os endereços na internet, celebra hoje seu 30º aniversário com um marco: pela primeira vez na História, mais da metade da população mundial está online. Mas o que poderia ser motivo de comemoração levanta preocupações em Tim Berners-Lee, que, em março de 1989, apresentou a proposta de gerenciamento de informações que viria a se tornar a rede mundial de computadores. Em carta, o físico britânico lista três ameaças vistas por ele como as principais à manutenção da web como um “espaço livre, aberto e criativo para todos”.

O sistema adotado há 30 anos é na verdade a junção de dois protocolos de comunicação: o TCP (Transmission Control Protocol, ou protocolo de controle de transmissão) e o IP (Internet Protocol, ou protocolo de internet). A adoção desse protocolo padronizou o tráfego de dados na rede. O IP dá um número para cada computador conectado à rede e permite o controle de rota (de onde a informação vem e para onde vai). Já o TCP controla cada pacote enviado pela internet.

Em uma postagem em seu blog oficial nesta terça-feira, o Google convidou Vint Cerf a contar a história do surgimento do protocolo. Considerado um dos pais da internet por suas contribuições para molda a arquitetura da internet, incluindo a coelaboração do protocolo TCP/IP, Vint hoje na trabalha no Google. "Naquele dia, a internet operacional nasceu. TCP/IP passou a ser adotado como padrão internacional, e agora sustenta a internet inteira".

Só no Brasil, são mais de 120 milhões de domicílios conectados, segundo o Comitê Gestor da Internet (CGI).

"Vago, porém empolgante"

Foi assim que o chefe de Sir Tim Berners-Lee respondeu à sua proposta, intitulada ‘Gerenciamento de Informações: Uma Proposta’, enviada neste mesmo dia em 1989, quando o inventor da World Wide Web era um engenheiro de software de 33 anos. Inicialmente, Berners-Lee tinha a visão de ‘uma enorme base de dados em hipertexto com links digitáveis’ chamada de ‘Mesh’, para ajudar a seus colegas no CERN (o maior laboratório de física nuclear do mundo, na Suíça) a compartilhar informações entre vários computadores.

O chefe de Berners-Lee deu-lhe o tempo necessário para criar um fluxograma modesto e fazer dele um modelo de trabalho, escrevendo-o em linguagem HTML, a aplicação HTML e a WorldWideWeb.app — o primeiro navegador e editor de páginas. Em 1991, os servidores externos da rede já estavam em pleno funcionamento.

A Rede logo revolucionaria a vida como a conhecemos, inaugurando a Era da Informação. Hoje, aproximadamente 2 bilhões de sites estão online. Seja ela usada para e-mails, lições de casa, jogos ou mesmo assistir vídeos de filhotinhos fofos, é bem provável que você não possa imaginar a vida sem a rede. Não a confunda com a Internet, a qual vem evoluindo desde os anos 1960: a rede mundial de computadores é uma aplicação online construída sobre inovações como linguagem HTML, ‘endereços’ URL e protocolo de transferência de hypertext, ou simplesmente ‘HTTP’. A rede também tornou-se uma comunidade descentralizada, fundada em princípios de universalidade, consenso e design de baixo para cima.

‘Poucas foram as inovações que de fato mudaram tudo’, disse Jeff Jaffe, CEO do World Wide Web Consortium. ‘A web é a inovação de maior impacto do nosso tempo’.

Feliz Aniversário de 30 anos à World Wide Web!


Fonte:- Google

Imposto de Renda - Programa da DIRPF 2019 já está disponível no site da Receita Federal




A temporada do Imposto de Renda 2019 (ano-calendário 2018) começa no dia 7 de março e vai até 30 de abril. Os programas para o preenchimento das declarações já estão disponíveis para os contribuintes a partir de 25 de fevereiro. A declaração é obrigatória para pessoas físicas residentes no Brasil que receberam rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70 no ano.

Também devem declarar quem recebeu rendimentos isentos, não tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte cuja soma seja maior que R$ 40 mil. 

As empresas, entretanto, têm até a próxima quinta (28) para entregar aos seus funcionários o comprovante de rendimentos do ano passado – documento necessário para fazer a declaração do Imposto de Renda de 2019.

Clique na imagem abaixo para acessar o site oficial da Receita Federal e fazer o download do programa.

Imposto de Renda 2019, demonstrativo INSS de rendimentos já está disponível para consulta - Meu INSS








Os aposentados e pensionistas do INSS obrigados a apresentar a declaração do Imposto de Renda à Receita Federal – ano base 2018 – já podem acessar o demonstrativo de rendimentos no site Meu INSS.

Cerca de 40 milhões de brasileiros devem declarar o imposto de renda este ano. O programa para preenchimento da declaração do IR 2019 será disponibilizado pela Receita na última semana de fevereiro e o prazo de entrega terá início já no começo de março.

Para consultar o extrato, o segurado deve acessar o site Meu INSS e consultar o Extrato de Imposto de Renda (IR) no menu de serviços da Central “Meu INSS”, com login e senha.

Existe outra opção no site do INSS onde também é possível consultar o demonstrativo do Imposto de Renda, inclusive de anos anteriores.

O demonstrativo do ano base 2018 pode ser retirado, ainda, nas agências de Previdência Social (APS). Porém, para mais conforto ao cidadão, o INSS recomenda que a impressão seja feita na internet ou nos terminais de autoatendimento dos bancos. 

Serviço

Para fazer o cadastro no Meu INSS, é preciso CPF, nome completo, data e local de nascimento e nome da mãe para gerar um código de acesso provisório. Depois, o segurado deve fazer login, com a senha provisória.

Logo em seguida, aparecerá mensagem para que o cidadão crie sua própria senha, que deve ser: alfanumérica, ter 9 dígitos, conter um caractere especial (#@$%!*-/+.) e ter pelo menos uma letra maiúscula e outra minúscula (Exemplo: Seguranca%). Em caso de dúvidas, o cidadão pode ligar para a Central 135. Brasileiros no exterior também conseguem acessar o Meu INSS.


Acesse o site abaixo Meu INSS: 

Por que usar o G Suite?




Você sabia que mais de 5 milhões de empresas usam o G Suite?

O G Suite é um pacote de produtividade empresarial baseado na nuvem que ajuda você a trabalhar em qualquer lugar, de qualquer dispositivo. 

Passe uma imagem profissional com o Gmail

Você pode ter agora um e-mail personalizado (voce@suaempresa.com) e mais de 30 GB de armazenamento na Caixa de entrada. Compatível com o Microsoft Outlook e outros provedores de e-mail.

Programação inteligente com o Google Agenda

Programe reuniões em horários em que todos possam participar. Receba lembretes diretamente na Caixa de entrada do Gmail.

Armazenamento e compartilhamento na nuvem com o Google Drive

Salve arquivos de trabalho no Google Drive e acesse-os de qualquer dispositivo. Colabore em tempo real.

Comece aqui o seu teste grátis: http://goo.gl/8tStTU

O G Suite ajuda você e sua equipe a trabalhar juntos e fazer tudo de qualquer lugar.

Endereços profissionais de E-mail, armazenamento on-line, agendas compartilhadas, videoconferências e muito mais.

Além disso, crie, edite e compartilhe arquivos quando estiver indo de um lugar para outro no smartphone, laptop ou tablet.








Entre em contato e faça o seu pedido do cupom de 20% de desconto no 1º. ano na compra do seu pacote G Suite.  Clique aqui.



DETRAN DIVULGA NOVAS REGRAS PARA LICENCIAMENTO ANUAL SEM VISTORIA


Na próxima segunda-feira (14/1), os usuários continuarão agendando o licenciamento pelo site do Detran (www.detran.rj.gov.br) ou pelo teleatendimento (3460-4040, 3460-4041, 0800-020-4040 e 0800-020-4041) e escolhendo a unidade de atendimento de sua preferência para emissão e entrega do Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo (CRLV). O agendamento será efetuado após o pagamento dos custos de serviço, através da Guia de Recolhimento de Taxas (GRT), e do seguro DPVAT. A GRT custará R$ 202,55 e corresponde aos serviços de licenciamento, fiscalização e emissão do documento.

De acordo com a portaria 5533 do Detran, publicada nesta sexta-feira (11/1), passam a valer as novas regras do Detran para os procedimentos para o licenciamento anual obrigatório. Agora, a vistoria será exigida apenas para os automóveis submetidos a transferência de município, estado ou propriedade, além de veículos coletivos de passageiros (ônibus, micro-ônibus e veículos de carga e de transporte escolar.

Os demais estão dispensados da inspeção, mas seus proprietários deverão pagar as taxas de licenciamento e de emissão de documento. As medidas estão previstas na Lei 8.269/2018 e no decreto 46.549, baixado pelo governador Wilson Witzel em 1º de janeiro, e foram regulamentadas pelo Detran através de uma portaria publicada nesta sexta-feira. 

Com as novas regras, o CRLV poderá ser pego nas 170 unidades de atendimento da vistoria do Detran, e não mais somente nos 51 postos que possuíam pátio. Além disso, o documento poderá ser retirado pelo proprietário ou por um emissário seu, que precisarão apresentar os originais da identidade e do CRV ou do último CRLV.

A nova regra estabelece que, ao efetivar o serviço, os clientes automaticamente reconhecerão que seus veículos estão em perfeitas condições de conservação, aptos a trafegar.

Já os automóveis movidos a gás natural veicular (GNV) continuam tendo a emissão do CRLV sem vistoria condicionada à comprovação do número do Certificado de Segurança Veicular — obtido após a inspeção dos cilindros de GNV realizada pelas oficinas credenciadas pelo Inmetro.

Em relação a vistorias não realizadas em anos anteriores, os proprietários desses veículos não precisarão fazê-las, mas deverão pagar o Seguro DPVAT e a GRT.


Vistoria para quem precisa

A isenção de vistoria não abrange ônibus, micro-ônibus e vans para transporte escolar, de carga e passageiros. Os veículos registrados na categoria aluguel com carga igual ou superior à meia tonelada terão de apresentar uma cópia do Registro Nacional de Transportadores Rodoviários de Carga no momento do licenciamento, segundo resolução da Agência Nacional de Transportes Terrestres.

Os veículos que necessitem de emissão do Certificado de Registro de Veículo terão que ser submetidos à vistoria nas seguintes situações: necessidade de segunda via de CRV, retificação ou acerto de dados, alteração de nome, baixa ou inclusão de alienação, transferência de propriedade, troca de município ou estado, alteração de característica e mudança de combustível ou de cor.

No caso de segunda via de CRV, baixa e inclusão de alienação, alteração de nome, retificação ou acerto de dados, não haverá necessidade de vistoria se esses automóveis já estiverem licenciados no ano corrente.

Calendário para emissão de CRLV

Para distribuir a demanda e evitar filas, o Detran continuará adotando o calendário de licenciamento segundo a placa dos automóveis. Assim, os proprietários daqueles com final 0 deverão providenciar o CRLV do ano até 31 de maio.
Veículos com placa de final 1 e 2 terão de estar com seus documentos emitidos até 28 de junho. Em seguida, será a vez dos veículos com placa terminando em 3 e 4, com prazo até 31 de julho.

Aqueles com final 5 e 6 deverão ter o CRLV emitidos até 31 de agosto. Os que tiverem placas terminando em 7 e 8 terão de estar com o licenciamento regularizado até 30 de setembro. Por fim, os com final 9 deverão ter o CRLV regularizado até 31 de outubro.


 Veja agora a sua guia GRT - Site: Bradesco 

⚠ https://www.bradesco.com.br  


Fiscalização nas ruas

As regras preveem também a realização de blitzes para a fiscalização de trânsito para verificação das condições de segurança da frota.


Perguntas e Respostas, clique no link abaixo e saiba mais:


PROCEDIMENTOS PARA LICENCIAMENTO SEM VISTORIA



Fonte:-
http://www.detran.rj.gov.br

IPVA 2019 - CONSULTA DÉBITOS DE VEÍCULOS - DETRAN RJ


  DETRAN RJ - GRD, DUDA, GRM e GRT 


A partir de sexta-feira dia 11 janeiro você já pode gerar o seu boleto do IPVA 2019 e a sua guia do seguro DPVAT e colocar na agenda de pagamentos do mês de Janeiro. 

O IPVA 2019 relativo a veículos automotores terrestres deverá ser pago em cota única ou em 3 (três) parcelas mensais. A Guia para Regularização de Débitos - GRD, para pagamento, pode ser obtida através da Internet no link abaixo ou na página do Banco Bradesco S.A.

No caso do DPVAT deverá ser pago em cota única e a guia pode ser obtida através da internet no link abaixo ou na página da Seguradora Líder.




Veja agora o seu IPVA - Site: Bradesco 

⚠ https://www.bradesco.com.br  

Veja agora o seu DPVAT - Site: Seguradora Líder

⚠ https://pagamento.dpvatsegurodotransito.com.br


Clique na imagem para ampliar


Fonte:-

Windows 10 finalmente supera o 7 como sistema mais popular para PCs



A Microsoft teve grandes motivos para celebrar 2018 e já começa 2019 com uma boa notícia. O Windows 10, última versão do sistema operacional da empresa, alcançou uma marca histórica e finalmente superou o Windows 7 como o sistema mais usado em desktops e laptops no mundo.

O relatório vem da consultoria Net Applications, que constatou que o Windows 10 já está instalado em 39,22% dos computadores em uso, enquanto o Windows 7 está instalado em 36,9% dos PCs analisados.


Trata-se de uma vitória para a Microsoft, ainda que tardia. A demora de 3 anos e meio para alcançar essa marca, no entanto, mostra a força do Windows 7, que até hoje tem apoiadores, especialmente entre aqueles que veem no Windows 10 uma série de problemas relacionados a privacidade.


Hoje, o Windows 10 está presente em 700 milhões de aparelhos, incluindo PCs, celulares, tablets e Xbox. Os planos da empresa em 2015, quando o Windows 10 foi lançado, era levar o sistema operacional a 1 bilhão de dispositivos em três anos, o que significaria que a meta não foi atingida ao longo de 2018. As expectativas, no entanto, foram revisadas no ano anterior ao lançamento para refletir o péssimo desempenho comercial do Windows 10 Mobile, que já foi oficialmente abandonado pela companhia.


A superação do Windows 7 vem em um bom momento. O suporte da versão do sistema operacional lançada em 2009 será completamente encerrado em janeiro de 2020; a partir desta data, a Microsoft não se responsabilizará mais por atualizações de segurança, o que significa que usuários usarão um sistema vulnerável e que não terá suas falhas corrigidas.


De qualquer forma, a marca é importante para o Windows 10, conquistada com uma campanha agressiva incentivando usuários a migrarem para o novo sistema desde seu lançamento, ao ponto de oferecer o upgrade gratuitamente pela primeira vez na história da empresa. Mesmo com tudo isso, se o sistema não agradasse o público, ele já teria caído em desuso, certamente, como foi o caso de outras versões fracassadas como o Windows Vista e o Windows 8 e 8.1.


Fonte: StatCounter

ANATEL - Saiba como reclamar de sua prestadora


Como consumidor de serviços de telecomunicações, você tem o direito de registrar, junto à Anatel, reclamações contra as operadoras de serviços quando considerar que elas não estão cumprindo suas obrigações. Antes de fazer isso, porém, a Anatel recomenda que você se atualize sobre seus direitos como consumidor de serviços de telecomunicações (consulte a seção Seus Direitos), e, principalmente, que siga os passos abaixo: 


1. Fale primeiro com a sua operadora. Anote e guarde o protocolo de atendimento que ela lhe fornecer.
A sua operadora é obrigada a lhe fornecer qualquer informação sobre o serviço que você contratou. Também é obrigada a resolver os problemas técnicos ou de cobrança que possam ocorrer – e têm prazos para fazer isso. Assim, em caso de dúvida ou reclamação, sempre fale primeiro com a operadora (contatos das principais operadoras). Importante: exija e anote o número do protocolo de atendimento da sua operadora. Ele é a prova de que a operadora sabe de seu problema e lhe deve uma resposta.

2. Se a operadora não responder, ou se a resposta não for adequada, entre em contato com a Anatel. Anote e guarde o número que lhe será fornecido.
Caso precise registrar uma reclamação na Anatel, tenha em mãos o número de protocolo da operadora. Caso a reclamação seja feita por alguém que não é o usuário titular do acesso, é necessário apresentar procuração. Você pode entrar em contato com a Anatel por meio da Internet - FOCUS - Suporte do Atendimento aos Usuários ; da Central de Atendimento Telefônico gratuito, no número 1331 - ou 1332, para deficientes auditivos (não há necessidade de acrescentar o código DDD); do aplicativo “Anatel Consumidor” (disponível para os sistemas Android, iOS e Windows Phone, e pode ser baixado nas lojas de aplicativos de forma gratuita); ou pessoalmente, nas Salas do Cidadão
Importante: a Anatel lhe fornecerá um número da solicitaçãoAnote e tenha essa informação sempre em mãos. Ela será útil sempre que você entrar em contato com a Agência.

3. Aguarde e acompanhe o prazo de cinco dias úteis para resposta.
Assim que recebe sua reclamação, a Anatel a encaminha para a sua operadora de serviços, que terá cinco dias úteis para dar uma resposta ou solução. Será a operadora, e não a Anatel, quem irá lhe responder. Você pode acompanhar o andamento da solicitação pela internet, no site da Anatel, pelo aplicativo “Anatel Consumidor” ou ligando para o 1331. Neste último caso, você não precisa nem esperar o atendente. Basta digitar o número da solicitação, quando indicado.

4. A operadora não respondeu ou a resposta não foi adequada? Volte a entrar em contato com a agência.
Se, após cinco dias úteis você não receber uma resposta de sua operadora, entre em contato com os mesmos canais de atendimento da Anatel para reiterar sua reclamação. Caso a operadora tenha respondido, mas a resposta não tiver sido adequada, você tem o prazo de até 15 dias (contados a partir da resposta) para voltar a entrar em contato com a Anatel e solicitar a reabertura da reclamação original.

O que a Anatel faz com as reclamações recebidas contra as operadoras
A Anatel facilita e auxilia a interação com as operadoras de serviços de telecomunicações. E faz isso exigindo que as empresas respondam, com qualidade e em até cinco dias úteis, as reclamações que você registrou.
A Anatel monitora a quantidade e o motivo das reclamações contra cada operadora, o tempo que elas levam para responder e a qualidade das respostas para cobrar delas um nível de atendimento cada vez melhor. Entre outros pontos, a sua reclamação, somada às reclamações dos outros consumidores, nos ajuda a:
1) Calcular e divulgar o Ranking das Operadoras (Índice de Desempenho no Atendimento - conheça o índice), que possibilita à sociedade conhecer e comparar as empresas que melhor atendem às demandas do consumidor;
2) Identificar os principais problemas das operadoras e atuar de forma preventiva ou mesmo aprimorar as regras existentes; 
3) Assim que recebe sua reclamação, a Anatel a encaminha para a sua operadora de serviços, que terá cinco dias úteis para dar uma resposta ou solução. Será a sua prestadora, e não a Anatel, quem irá tratar sua solicitação e lhe responder em até 5 dias úteis. Você pode acompanhar o andamento da solicitação pela internet, no site da Anatel, pelo aplicativo “Anatel Consumidor” ou ligando para o 1331. Neste último caso, você não precisa nem esperar o atendente. Basta digitar o número da solicitação, quando indicado.

Descubra como você paga pelos testes "gratuitos" do Facebook





Ninguém quer ficar de fora. Se amigos e familiares compartilham, por que logo eu não vou participar? Não é assim? Quantos desses testes você já fez? Com qual celebridade você se parece? Como você seria se fosse do sexo oposto? Que tipo de animal você seria? Perguntas tentadoras com respostas curiosas… Testes que parecem um tanto ingênuos e até divertidos compartilhados no Facebook mascaram a incessante caça por dados pessoais; informações que rendem um bom dinheiro para alguém e que, sem pensar muito, você concorda em ceder simplesmente em troca de um resultado aleatório.

Não entraremos no mérito da qualidade dos testes. Aliás, o resultado de alguns deles é mesmo inusitado. Mas ao colecionar informações de dezenas, centenas, milhares de usuários, empresas constroem bases capazes de traçar perfis e grupos e vendem esses dados para uma rede publicitária comportamental online.

Até aí, pouca gente enxerga algum perigo ou algo maléfico em trocar informações pessoais por um momento divertido. O problema é que muitas vezes essa coleta de dados pode ser usada para algo nem tão legal. Em posse do seu nome, foto, perfil, idade, data de nascimento, e-mail e todas fotos que aparece, acredite, dá pra fazer muita coisa. Definitivamente, chegou a hora de a gente criar consciência de como essa troca de dados pode impactar nossa vida. Vai muito além da personalização de ofertas.

Calma, ninguém está dizendo para trancar suas informações pessoais a sete chaves em um cofre. A principal recomendação é se conscientizar e tentar entender como aqueles seus dados vão ser utilizados. Ou pelo menos pensar duas vezes antes de sair entregando tudo. No Brasil ainda não há uma lei que controle o que empresas podem ou não fazer com seus dados pessoais.

No final das contas, enquanto projetos não saem do papel, a melhor forma de se proteger é controlando a curiosidade. Especialistas acreditam que trabalhar a conscientização da sociedade sobre o impacto dessa troca de dados é fundamental. E isso tudo faz parte do amadurecimento do usuário. Até pouco tempo atrás, todo mundo comprava em qualquer site e saia clicando em qualquer link ou anexo que viesse em um e-mail. Hoje, a maioria está mais esperta. É preciso avançar no uso das redes sociais também…mais cautela.

Se, por acaso, você fez algum desses testes e está arrependido, ainda dá tempo de proteger seus dados, negando o acesso de qualquer aplicativo às suas informações pessoais. Nas configurações dos aplicativos dentro do Facebook é possível remover o acesso de qualquer aplicação que considere suspeita. O problema é que, mesmo depois disso, se a empresa ainda usar seus dados contra a sua vontade, não haverá lei para te proteger - pelo menos por enquanto. Não se engane: sempre que você usa um produto gratuito na internet, o produto pode, na verdade, ser você!


Fonte:- Portal Olhar Digital

Imposto de Renda - Programa da DIRPF 2019 já está disponível no site da Receita Federal




A temporada do Imposto de Renda 2019 (ano-calendário 2018) começa no dia 7 de março e vai até 30 de abril. Os programas para o preenchimento das declarações já estão disponíveis para os contribuintes a partir de 25 de fevereiro. A declaração é obrigatória para pessoas físicas residentes no Brasil que receberam rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70 no ano.

Também devem declarar quem recebeu rendimentos isentos, não tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte cuja soma seja maior que R$ 40 mil. 
As empresas, entretanto, têm até a próxima quinta (28) para entregar aos seus funcionários o comprovante de rendimentos do ano passado – documento necessário para fazer a declaração do Imposto de Renda de 2019.

Clique na imagem abaixo para acessar o site oficial da Receita Federal.

INSS tem nova calculadora que permite saber quanto tempo falta para a sua aposentadoria - Meu INSS





A Simulação do Tempo de Contribuição, acessível por meio do Meu INSS, informa se o segurado já tem tempo para Aposentadoria por Idade  ou por Tempo de Contribuição.

A ferramenta realiza uma busca automática de todas as informações e dados de vínculos do segurado registrados nos sistemas do INSS e, caso falte algum que porventura não conste nos registros previdenciários, ele tem a opção de incluir manualmente, para saber se teria direito à aposentadoria.

Vale ressaltar que esta simulação funciona apenas como um primeiro ‘indício’ do direito, pois o segurado, ao visualizar a suposta possibilidade do direito, entrará em contato com o INSS para saber se, de fato pode receber o benefício.

Também é importante esclarecer que, se no resultado da Simulação for informado que há ‘Vínculo com Pendência’, o segurado não precisa ir imediatamente a uma agência corrigir, uma vez que o vínculo já consta no cadastro do INSS e a análise da pendência já será tratada quando o segurado fizer o pedido de um benefício.

Hoje já é possível fazer pela Central de Teleatendimento 135 ou diretamente em uma agência do INSS.


Acesse o site abaixo Meu INSS: 


Meu INSS Consultar Extrato - Como Consultar?




Na maioria das vezes, pessoas que contribuem para a previdência social desejam realizar pesquisas e consultas a respeito do INSS.

E para ajudar esse tipo de pessoa, o governo resolveu criar o Meu INSS, este sistema, tem como objetivo, facilitar, na hora de realizar a consulta sobre o benefício, pois o Meu INSS, possui, todas as principais informações sobre o INSS, como valores, pagamento e outros serviços.

E para acessar, é muito fácil, e o único requisito, é ter internet, pois o acesso, é totalmente online, o que faz com que o cidadão não precise sair de casa para realizar qualquer consulta, pois a mesma pode ser feita no conforto do seu lar, sem problemas.

O Extrato do  INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) é um documento que comprova a renda dos aposentados e pensionistas ou permitir que eles participem de benefícios como imunidade tributária ou descontos no IPTU. Ao consultar o MEU  INSS você também consegue acompanhar as suas contribuições e quanto tempo falta para você se aposentar de acordo com a reforma da previdência.

Consulte agora o seu extrato.


Acesse o site abaixo Meu INSS: